quinta-feira, 27 de abril de 2017

Libertadores 2017: Atlético Paranaense 2 x 1 Flamengo


O Flamengo repetiu o script da partida contra o Universidad Católica e foi derrotado pelo Atlético Paranaense fora de casa por 2 x 1.

Porém, pode garantir a vaga automaticamente na próxima rodada. Para isso terá que vencer os chilenos em casa e torcer para o San Lorenzo não vencer em hipótese alguma em Curitiba.

O jogo de ontem é mais um daqueles para martelar as oportunidades perdidas, os lances desperdiçados e entender o porquê do Flamengo não ir costumeiramente longe na Libertadores. Sem vencer fora de casa fica difícil. Falta aquela casca de time copeiro, que domina e vence o jogo.

Zé Ricardo voltou a utilizar os três volantes: Márcio Araújo, Rômulo e Arão. Sem Éverton, machucado, Trauco foi a opção, e sem Diego, Gabriel foi a escolha. Na frente, o pobre do Guerrero, que fazia as funções de meia, ponta e, quando tinha fôlego, de atacante.

O começo de jogo foi de pressão do Atlético Paranaense. Quando o Flamengo ainda buscava entender o que estava acontecendo, levou um bola na trave. Mas reagiu, passou a tocar mais a bola, porém esbarrava na falta de gente no ataque.

Guerrero por inúmeras vezes pegava na bola e não tinha ninguém para acompanhá-lo. Quase marcou um gol em jogada onde criou sozinho a situação de perigo. Trauco pouco apareceu pela esquerda, se preocupou mais em fechar a linha de quatro do que encostar no ataque.

Quando o Flamengo já tinha respirado e começado a tocar a bola pra achar o espaço, levou o gol em falha patética do Muralha, apesar de ter achado um pouco de falta. Novamente a equipe leva gol em bola parada fora de casa!

Na volta do segundo tempo o Flamengo percebeu um adversário recuado e passou a ficar mais perto da área. Trocava passes, porém no ataque, de forma a encontrar uma brecha na defesa paranaense.

Guerrero fazia chover, abria a defesa com um simples toque. O calcanhar que deixou Gabriel livre foi emblemático. O problema é que o peruano não recebeu de volta. Inaceitável!

Por mais que o Flamengo tenha feito bons jogos com os três volantes, foi com a entrada de mais um atacante e de um meia que a equipe de fato chegou de forma natural ao ataque e criou inúmeras chances nos cruzamentos de jogada trabalhada e não alçada de qualquer forma na área. Teve bola na trave e gol perdido pelo Damião em baixo da trave, depois no rebote pelo Guerrero, e principalmente pelo Gabriel dentro da área. E foram apenas por 20 minutos.

É bizarro que o Gabriel continue tendo chances, várias oportunidades e siga sendo nulo. Foi titular domingo e ontem, e o que apresentou de novidade? E outra, precisa de um ponta pra fechar lateral quando se joga com três volantes?

Matheus Sávio entrou pela segunda vez na Libertadores, novamente sob pressão, e fez uma partida muito boa. Demonstrou personalidade, não se abateu e criou boas jogadas pela esquerda. No primeiro passe que recebeu do Réver, cruzou na medida pro Damião, que chegou atrasado. Infelizmente o jovem talento perdeu outras chances de ser titular por conta de jogadores como o Gabriel, que teve seu contrato renovar pelo Rodrigo Caetano. Faltou o treinador apostar e confiar mais na base.

Zé Ricardo, por fim, foi para o tudo ou nada e tirou os três volantes. Manteve Gabriel. E o Flamengo levou o segundo gol. Depois conseguiu descontar com Arão em escanteio cobrado pelo Mancuello - que não merece a titularidade, mas bate muito bem na bola.

Sem Diego, Berrío, Éverton, e ainda sem Conca, Éderson e Vinicius Jr. O Rubro Negro sofre pela falta de jogador que decida. Hoje, só tem o Guerrero.

Agora é Maracanã. O CAP entra em campo às 21h. O Flamengo já saberá em campo se com a vitória estará já classificado ou não.

quarta-feira, 26 de abril de 2017

NBB: Bauru vence novamente Brasília e pode fechar a série em casa

Após ser derrotado no primeiro jogo diante de sua torcida, o Bauru conseguiu duas vitórias sensacionais fora de casa e virou a série para 2 x 1, pelas quartas de final do NBB.

Jogando novamente no ginásio da ASCEB, a equipe paulista derrotou o Brasília por 85 x 76 nesta terça-feira, e vai decidir a vaga para a semifinal em casa, no domingo, às 18h:30min.

Quem vencer desse confronto enfrentará o Flamengo.

Libertadores 2017: San Lorenzo vence importante confronto contra equipe chilena

O San Lorenzo venceu sua primeira partida da Libertadores, ao derrotar o Universidad Católica por 2 x 1, em casa.

A classificação do grupo está da seguinte forma:


O resultado foi bom. Desta forma, o Flamengo poderá até perder os dois jogos fora de casa (CAP, hoje, e San Lorenzo na última rodada), desde que vença o Universidad Católica na próxima rodada no Maracanã e o San Lorenzo não vença a equipe paranaense em Curitiba.

terça-feira, 25 de abril de 2017

Libertadores para o Flamengo já começa nessa terça-feira

Começa nesta terça-feira a rodada da Libertadores para o Flamengo. Às 21h, San Lorenzo enfrenta o Universidad Católica em casa.

Um empate ou vitória do San Lorenzo será o melhor resultado para o Rubro Negro.

San Lorenzo

Diante de sua torcida, a equipe argentina perdeu para o Temperley por 1 x 0, acumulou a segunda derrota seguida e caiu para a sétima colocação do campeonato argentino.

Caso os argentinos não vençam hoje, segundo a imprensa local, são grandes as chances do treinador uruguaio Diego Aguirre ser demitido.


Universidad Católica

Após ser goleado na última rodada por 5 x 2 pelo Audax Italiano, o Universidad Católica se recuperou e conseguiu expressiva vitória contra o O'Higgins por 5 x 2. Ocupa atualmente a nona colocação.

Os chilenos estavam perdendo por 2 x 1 e com um jogador a menos conseguiu marcar quatro gols.

O atacante Santiago Silva, que não marcava há cinco partidas, nem no banco foi relacionado. Outros titulares como os argentinos Noir e Buonanotte, bem como o bom Mirosevic ficaram no banco.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

NBB 2016/2017 - Quartas de final - 2ª jogo: Flamengo 83 x 73 Pinheiros


O Flamengo está a apenas uma vitória de garantir vaga na semifinal do NBB.

Na noite dessa segunda-feira o Rubro Negro derrotou o Pinheiros por 83 x 73 e na quarta-feira já pode finalizar a série, também no Tijuca, às 19h:30min.

Os ingressos podem ser adquiridos aqui.

O vencedor desse confronto enfrentará o Brasília ou Bauru, que estão empatados em 1 x 1.

Marquinhos fez um brilhante jogo, terminando com 22 pontos, sete rebotes e cinco assistências.

Após anotar 13 pontos no primeiro jogo, Ramon deu show, anotando 19 pontos.

O americano Rollins foi decisivo com impressionantes 13 rebotes. Olivinha contribuiu com oito.


O JOGO

Marquinhos iniciou a partida tomando conta dos ataques. Os seis primeiros pontos do Flamengo foram dele, e a equipe abriu 6 x 2. O Pinheiros reagiu e virou para 7 x 6. Marcelinho, no entanto, voltou a colocar o Rubro Negro liderando o placar com uma bola de três.

A partida seguia equilibrada e Ramon, com sete pontos, colocou o Flamengo com 18 x 15. Mineiro e Hollins entraram bem no garrafão e no estouro do cronômetro Marquinhos fez bela cesta para encerrar o primeiro quarto: 27 x 22.

O começo do segundo quarto foi irregular, menos para Ramon, que continuava decisivo e matou de três para colocar no placar a maior diferença do jogo: 32 x 24, obrigando o banco do Pinheiros a paralisar a partida.

O Flamengo passou a errar demais, ficou três minutos sem pontuar e permitiu o Pinheiros sair de um 35 x 26 para para 35 x 33. Marquinhos e Olivinha voltaram pro jogo, anotaram cinco pontos seguidos e aliviaram a pressão: 40 x 33, com as equipes indo para o intervalo com 42 x 36.

No terceiro período, novos problemas. E dessa vez foram três pontos em cinco minutos. Se o Pinheiros quisesse ganhar a partida deveria ter aproveitado esse apagão, entretanto, o máximo que conseguiu foi ficar um ponto na frente: 46 x 45, após uma corrida de 10 x 3.

Pressionado, Marquinhos assumiu a responsabilidade e anotou cinco pontos seguidos para colocar a partida novamente nos eixos: 50 x 46. Aí foi a vez do Flamengo fazer uma corrida de 10 x 2 e apontar 55 x 48 no placar.

Ramon, sempre ele, matou uma bola de três, Fischer fez seus dois primeiros pontos na noite e o Flamengo foi pro quarto final com dez pontos: 62 x 52.

No período final o Rubro Negro manteve a diferença e chegou a abrir 13 pontos com cesta mais falta de Fischer: 67 x 54. A vantagem seguia na casa dos dez pontos, porém, nos dois minutos finais o Pinheiros cortou para 71 x 68.

Fischer, na sequência, sofreu falta e acertou os dois lances livres: 73 x 68. Certeiro nos lances livres e com belo toco de Marquinhos, o Flamengo teve frieza para finalizar a dura partida em 83 x 73 e abrir 2 x 0 na série.

Estadual 2017: Flamengo 2 x 1 Botafogo


O Flamengo garantiu vaga na final do Estadual ao derrotar o Botafogo por 2 x 1, neste domingo, no Maracanã.

Na grande final em dois jogos o adversário será o Fluminense, os dois melhores times desse campeonato.

Diante de um adversário bem armado pelo Jair Ventura, o Flamengo anulou a principal força do alvinegro, que permite o adversário ficar com a bola e procura na velocidade acertar seus contra golpes.

Zé Ricardo armou a equipe novamente com três volantes e, à exemplo da partida contra o Universidad Católica, o time respondeu bem outra vez. Jogar com três zagueiros ou três volantes não significa retranca, da mesma forma que com três atacantes não é sinônimo de ofensividade.

No primeiro jogo pós-Diego, o técnico Rubro Negro buscou alternativas, já pensando no confronto contra o CAP, fora de casa, pela Libertadores: Márcio Araújo de primeiro volante, e quatro homens na frente: Gabriel e Arão pela direita, Rômulo e Éverton pela esquerda.

Tendo o empate como vantagem, o Flamengo tomava as rédeas da partida e fechava os espaços para impedir os contra-ataques do adversário.

Destaca-se o surpreendente jogo vertical do Márcio Araújo, imprimindo velocidade, e o uso praticamente zero do chutão. E Trauco, sendo muito importante na saída de bola. Aliás, Vaz jogou de forma séria, sem firulas, sem se achar o super craque da zaga. E foi bem.

Evidente que sem Diego perde-se o passe vertical, o chute de longa distância e a força na transição defesa-ataque. Mesmo assim o Flamengo ficou mais perto da área do Botafogo, teve algumas chances e poderia ter inaugurado o placar no primeiro tempo.

Os três volantes, que na prática vira apenas um, é sistema que pode ser moldado, pois, por mais que Arão e Rômulo sejam volantes que sabem o que fazer com a bola, o segundo, principalmente, não tem característica de jogar mais avançado.

No segundo tempo Gabriel centralizou seu jogo e o time fluiu com mais clareza. Escalando o Ederson, mais perto da área, ou até mesmo o Paquetá, o time pode ter atuação ainda melhor.

Mesmo após um bom tempo parado, Éverton continua sendo peça fundamental deste Flamengo. O problema é que não tem substituto.

E o que falar de Guerrero, que assumiu a função de principal jogador e tomou conta do ataque? Fez o importante papel de pivô, abrindo espaço para as chegadas de Gabriel e Éverton. Marcou dois gols, poderia ter matado a partida ao receber ótimo passe de Berrío. Foram cinco finalizações e quatro assistências. Pelo Carioca são nove gols em nove jogos. Na temporada, são 10 gols em 13 partidas, sem contar as brilhantes atuações que todo mundo via na seleção peruana e agora estão acontecendo na Gávea.

Com o placar de 2 x 0, Zé Ricardo tirou Rômulo e Éverton e colocou Trauco avançado, Renê na lateral e Berrío aberto na direita.

O Botafogo veio para o abafa. E conseguiu seu único gol na bobeira de Réver e Muralha, e somente por isso.

Agora começa a maratona. O foco é o jogo de quarta pela Libertadores!

Jornais dessa segunda-feira: Fla x Flu disputam a final do estadual

Confira as principais capais dos jornais dessa segunda-feira, destacando a vitória Rubro Negra diante do Botafogo:


Via @futpapers

domingo, 23 de abril de 2017

Basquete: Bauru empate série contra Brasília. Flamengo pode abrir 2 x 0 nessa segunda

Após iniciar a série perdendo em casa, o Bauru deu o troco e derrotou o Brasília fora de casa por 77 x 73 e empatou a série melhor de cinco. O vencedor desse confronto enfrenta o Flamengo na semifinal.

O atual quatro vezes campeão brasileiro de forma seguida volta à quadra nessa segunda-feira, às 19h:30min no Tijuca, para enfrentar o Pinheiros. Se vencer, fica a uma vitória de garantir a vaga na semifinal do NBB.

O Flamengo vem completo: